quinta-feira, 22 de julho de 2010

A tarifa do transporte urbano.

Jornais de Rio Preto hoje, surpreendem a população com a proposta de aumento do custo das passagens de ônibus da Circular Santa Luzia em "apenas" 17 %, ou seja mais de 3 vezes o índice de inflação no último ano. Com a mesma conversa de sempre que a tarifa está defasada, que o último reajuste não corrigiu de fato os custos e outros blá blás. 

O prefeito mais uma vez se esquivou de comentar o eventual reajuste na tarifa de ônibus e disse, por meio de assessoria de imprensa, que nomeará uma comissão para analisar o pedido de aumento feito pela Circular Santa Luzia.

Obviamente ele não vai conceder o aumento solicitado pela empresa, mas também não irá conceder o reajuste pela inflação, e desta maneira mais uma vez o povo que utiliza o transporte urbano será o grande prejudicado.
O ano que vez vence a concessão da Circulara Santa Luzia, e a Prefeitura já efetuou licitação para contratar uma empresa de consultoria, para realização de estudos para melhorarem a qualidade do transporte urbano em Rio Preto, uma empresa do Paraná, deu a menor proposta em torno de R$ 138.000,00 e deve ser a escolhida para tal.

Bem, o que devemos levar em consideração:

1 - Rio Preto hoje deveria eliminar o monopólio do transporte urbano, e permitir que duas ou mais empresas prestem o serviço, o tamanho e a complexidade da cidade já permite isto, e onde há concorrência pode haver redução de tarifas.

2 - Os contratos de concessão já deveriam prever que os reajustes anuais nunca pudessem serem maiores que a inflação, desta maneira nunca mais o povo teria surpresas como as de hoje.

3 - A atual administração deveria se preocupar em resolver os problemas da Rodoviária e do Terminal Urbano, que a muito tempo já deveriam estar onde estão.


Um comentário: