segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Falar de barriga cheia é fácil, Ivani.

Do Jornal Bom Dia.

"A Secretaria de Assistência Social de Rio Preto quer acabar com a distribuição de sopas aos moradores de ruas feita por voluntários.
De acordo com a secretária, Ivani Vaz de Lima, a doação alimenta a mendicância e contribui para que os mendigos não deixem de viver nas ruas.
O projeto de Ivani é criar uma central para dar assistência a eles em um único local. Assim, segundo a secretária, o morador de rua teria de ir até a central, onde, além de receber mantimentos, receberia atendimento que possibilitaria traçar perfil dos moradores e buscar soluções para cada situação. "

A quase 2 anos a frente da Secretária de Assistência Social, Ivani Vaz de Lima, pouco mostrou do seu serviço, e até agora não vimos nenhuma ação concreta que tenha partido de sua secretaria, alias a última vez que esteve na mídia foi pelo fato de sua secretaria ter contratado uma empresa terceirizada para prestação de serviços, até hoje não claramente explicada à população, pois até na Câmara Municipal foi barrada pela base aliada a sua convocação para explicações.
Desde o início da atual administração o que se tem notícia é apenas o grande aumento de mendigos na cidade. 

Várias entidades fazem e distribuem sopas para as pessoas necessitadas, isto  feito com critério, com assiduidade, e com amor ao próximo, e este direito de ajudar o próximo não pode ser BANIDO, por uma atitude política, de quem a anos na frente da política não mostrou ainda nenhuma atitude concreta.

Resolva primeiro de uma forma definitiva o problema social de Rio Preto com o moradores de rua, depois acabe com a sopa.

Será que quem tem fome, vai se deslocar numa noite de frio até "A CENTRAL" para tomar um prato de sopa ? 

Falar isto de barriga cheia é muito fácil.
 
OBS: Abrimos este espaço caso a Secretária deseje se explicar.

3 comentários:

  1. Caro "Coruja", ao que parece, não sabe a Secretária nada de assistência. Nunca participou ou soube realmente o significado do que é "entregar sopa". Não sabe ela o que é o brilho num olhar quando o carro estaciona. A sopa que é entregue e avidamente sorvida, não é apenas alimento para matar a fome. Ela serve também para alimentar a alma, tanto das pessoas que a preparam e a entregam (com muito amor), como também para quem a recebe. Convido-a para participar de uma entrega. Toda sexta-feira, à partir das 18:00 horas. Se houver interesse, é fácil me encontrar, meu nome não é difícil de encontrar na lista telefônica. Abraço Coruja!

    ResponderExcluir
  2. Nossa concordo plenamente com o Sr Flávio....Solidariedade é tudo e poucos sabem o que é isso...Dê alimento a quem tem fome...Dê agasalho a quem tem frio...Dê amor a quem perdeu as esperanças nessa vida...Boa matéria Vere Parabéns

    ResponderExcluir
  3. Concordo que realmente não é viável a instalação de uma central, pois a cidade de Rio Preto é muito grande para haver atendimento em um só lugar.
    Porém acredito que a construção de Albergues em vários bairros da cidade seria o mais viável.
    Onde nesses seriam oferecidos aos moradores de rua refeições, abrigo, atendimento médico, entre outros, diariamente.

    ResponderExcluir