quinta-feira, 12 de agosto de 2010

O Eterno Trânsito e a falta de soluções.

Estava agendado ontem para estar presente na CEV do Trânsito, mas um compromiso de última hora me impediu, infelizemente.

Como noticía hoje o Diário da Região em sua edição de hoje: Veja aqui.. o secretário de planejamento Milton de Assis, fala que a única solução imediata para Rio Preto, é o transporte coletivo e que a concessão a ser estabelicida a partir do ano de 2011, deverá melhorar a qualidade do serviço, e que devemos incentivar o uso de ónibus.

Bem se considerarmos que uma pessoas que utiliza apenas 4 passes diários a R$ 2,30 (custo atual), seria gasto R$ 276,00 mensais. Valor que dá para pagar a prestação de uma moto. E é o que vem ocorrendo, basta verificar o aumento destes veículos na cidade.

É um absurdo a administração querer resolver o problema do trânsito de uma maneira simplista como falou o secretário. Nínguém que tem carros, motos
vão passar a andar de ônibus e sem contar os milhares de veículos que vem de fora diariamente.

Nenhuma outra solução pelo visto está sendo providênciada pela Prefeitura, melhorando o sistema viário, sincronizando semáfaros, criando vias expressas, diminuindo os estacionamentos ou mesmo eliminando alguns nas principais vias.

Não vou nem me atrever a dar mais sugestões aqui, porque um secretário de trânsito que adota um semáforo com 13 segundos na Av Francisco Chagas de Oliveira em frente o Shopping, deve estar brincando de ser secretário, é um ZERO a esquerda mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário