sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Radares rendem um carro zero por dia. Eficiência Total.

Vocês podem achar que eu só falo em trânsito, mas na verdade é o assunto que mais incomoda os riopretenses hoje em dia.

O caos se instalou, pouco foi feito pelas ultimas administrações para que o problema fosse minimizado.

Enquanto que a "menina de olhos de ouro" do atual secretário de trânsito são os radares, o resto fica a mercê do acaso.
Reportagem de hoje no Diário da Região, confira aqui nos mostra que o valor arrecadado por dia daria para a comprar um carro zero por dia.

Capello "orgulhoso" com o desempenho dos radares, diz: "o aumento das autuações se deve, principalmente, à manutenção contínua dos radares de velocidade e semafóricos. “Aproveitamos um dos agentes da Guarda Municipal, que também é técnico em eletrônica, somente para essa função” "

Enquanto que o cruzamento recordista de atuações é o pior cruzamento de Rio Preto, Avenida Bady Bassitt com Av. Vicente Filizola, com 5770 multas, passa por reformas, estam ainda não prevê a correção das concordâncias na pista, 
pois estrangula quem vem pela Bady ao entrar na Juscelino, vista que a base do novo semáforo já foi executada, impedindo esta correção.

No primeiro semestre de 2010, em 34,8 mil ocorrências, foram aplicados R$ 4,6 milhões em multas. Analisando somente o primeiro semestre de cada ano, o número de multas teve aumento de 30,1% desde 2008. 

Eu gostaria de saber porque o secretário insiste em falar que a secretaria não tem R$ 400.000,00 para investir num sistema de sincronismo de semáforos e por que não usam a "tal" da tecnologia  dos técnicos para facilitar a vida dos motoristas e não apenas para penaliza-los, uma vez que isto em nenhum momento melhorou o trânsito de Rio Preto.

Já está na hora de uma justificativa formal do secretário, pois R$ 50 milhões do IPVA mais quase R$ 5 milhões das multas e um orçamento da secretaria de R$ 7 milhões ?
Tem alguma coisa na linha.

Mais uma vez abro espaço para que ele se pronuncie aqui.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário