sábado, 11 de setembro de 2010

É Lula quem diz: “Waldez está com Dilma”. E também está na cadeia

No comício que fez ontem em Ribeirão Preto, Lula confessou, em palanque, o propósito de tornar o Senado irrelevante. Como? Elegendo uma maioria esmagadora, de modo que, se eleita, Dilma possa fazer o que bem entende, sem um Congresso para encher o saco. No vídeo abaixo, com aquele ar convicto de sempre, o Babalorixá pede votos para o candidato ao Senado pelo Amapá Waldez Goes, que foi preso hoje. Vejam.



No comício que fez ontem em Ribeirão Preto, Lula confessou, em palanque, o propósito de tornar o Senado irrelevante. Como? Elegendo uma maioria esmagadora, de modo que, se eleita, Dilma possa fazer o que bem entende, sem um Congresso para encher o saco. No vídeo abaixo, com aquele ar convicto de sempre, o Babalorixá pede votos para o candidato ao Senado pelo Amapá Waldez Goes, que foi preso hoje. Vejam.

Leiam trecho de reportagem da Folha que relata o caso. Volto em seguida:
A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira o governador do Amapá e candidato à reeleição, Pedro Paulo Dias (PP), e mais 17 pessoas acusadas de desviar recursos públicos do Estado e da União. Entre os presos também está o ex-governador Waldez Góes (PDT), candidato ao Senado. Eles foram levados para o quartel do Exército, em Macapá. A operação, batizada de Mãos Limpas, cumpriu 18 mandados de prisão temporária, 87 mandados de condução coercitiva e 94 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). O caso foi revelado pela Folha.

Segundo a PF, a organização criminosa é composta por servidores públicos, agentes políticos e empresários. As investigações iniciaram-se em agosto de 2009 e o esquema desviou recursos estimados em mais de R$ 300 milhões. As apurações, de acordo com a PF, revelaram indícios de um esquema de desvio de recursos da União que eram repassados à Secretaria de Educação do Estado do Amapá, provenientes do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica) e do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental).

Durante as investigações, foi constatado que a maioria dos contratos administrativos firmados pela Secretaria de Educação não respeitavam as formalidades legais e beneficiavam empresas previamente selecionadas. Apenas uma empresa de segurança e vigilância privada manteve contrato emergencial por três anos com a Secretaria de Educação, com fatura mensal superior a R$ 2,5 milhões, e com evidências de que parte do valor retornava, sob forma de propina, aos envolvidos.

Voltei
Waldez (PDT) renunciou para se candidatar ao Senado e entregou o poder para o então vice, Pedro Paulo Dias (PP), que agora concorre à reeleição. Ambos contam com o apoio incondicional de José Sarney (PMDB), que é senador pelo Amapá. E todos estão unidos a Lula e Dilma. É com gente com a qualidade dessa trinca que o Babalorixá pretende anular o Senado, conforme confessou ontem o pagodeiro Netinho de Paula (PC do B), também candidato a uma vaga.

É claro que, se sou da oposição, levo este vídeo ao ar como exemplo e evidência de que Lula pode fazer, digamos, escolhas erradas ou problemáticas. Eu só faria isso porque não sou da oposição, entenderam?

Por Reinaldo Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário