quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Utilidade Pública - UNIFESP RECRUTA VOLUNTÁRIOS

A Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), reconhecida pelo desenvolvimento de pesquisas e estudos científicos, oferece vagas para voluntários nas seguintes áreas:

ALONGAMENTO PARA MULHERES NA PÓS-MENOPAUSA

O Departamento de Psicobiologia da UNIFESP está recrutando mulheres na pós-menopausa, com idades entre 50 e 65 anos e queixas de insônia, para participarem de uma pesquisa que avaliará os efeitos do alongamento na qualidade do sono de mulheres nessa fase. As interessadas devem ser alfabetizadas e não podem apresentar doenças crônicas ou psicológicas e fazer uso de antidepressivos ou hormônios.
O estudo visa verificar os efeitos de um programa de tratamento composto por exercícios de alongamento em relação à qualidade do sono subjetiva e objetiva de mulheres na pós – menopausa com queixas de insônia.
As interessadas podem entrar em contato pelo telefone 2149-0155 (ramal 162), falar com Ana Carolina Llanas ou através do e-mail mallanas@terra.com.br.


EXERCÍCIOS PARA PORTADORES DE FIBROMIALGIA

A disciplina de Reumatologia da Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, está com vagas abertas para voluntários com diagnóstico de fibromialgia.
Podem participar do estudo mulheres com idade entre 18 e 60 anos, que saibam nadar e que tenham disponibilidade para participar de programa de exercícios físicos 3 vezes por semana, por um período de 12 semanas.
Os interessados deverão entrar em contato com Giovana pelo telefone (11) 8498-7581.


DOR EM PACIENTES NA PÓS-MENOPAUSA COM FIBROMIALGIA

O Ambulatório da transição para a menopausa e pós-menopausa, do Departamento de Ginecologia da UNIFESP, recruta mulheres para participar de uma pesquisa para verificar a dor em mulheres na menopausa, portadoras de fibromialgia. As voluntárias se submeterão a quatro meses de atividade física três vezes por semana e responderão a um questionário que avaliará a dor subjetiva.
As interessadas devem ter entre 45 e 60 anos, com pelo menos um ano na pós-menopausa, serem portadoras de fibromialgia e sedentárias. Não serão aceitas mulheres que fazem uso de terapia hormonal, antidepressivos, antiinflamatórios, diabéticas, hipertensas e com insuficiência renal.
A triagem das voluntárias será feita no ambulatório do Climatério Rua Embaú, 66 – Vila Clementino nas quartas-feiras das 14h às 17h e nas quintas-feiras das 8h às 11h. Informações pelos telefones: 3341-3608 / 9734-9126 / 6692-9598 com Nelma Menezes. Serão selecionadas 60 mulheres e o prazo de inscrição se estende até o preenchimento das vagas.


Sobre a Unifesp
Entidade criada em 1933, a Escola Paulista de Medicina foi federalizada 23 anos depois, tornando-se oficialmente Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em 1994. Na ocasião da criação da Unifesp, a instituição era a primeira universidade brasileira especializada em Saúde, abrigando em seu currículo de graduação os cursos de Medicina, Enfermagem, Fonoaudiologia e Tecnologias Oftálmica e Radiológica. Em 2005, iniciou-se o projeto de expansão com a criação do campus Baixada Santista. Em 2006 foi criado o campus Guarulhos, seguido de Diadema e São José dos Campos, em 2007, dando seguimento ao processo de ampliação. O ambicioso processo de expansão fez com que a Universidade saltasse de um para cinco campi e de cinco para 28 cursos. Com os novos campi, a Instituição deixou de atuar exclusivamente no campo da saúde, inaugurando cursos nas áreas de Humanas (Guarulhos), Exatas (São José dos Campos) e Biológicas (Diadema). Atualmente, a Unifesp conta com 6.442 alunos matriculados nos cursos de Graduação, além de 3.342 discentes nos cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado, Mestrado e Mestrado Profissionalizante), outros 6.296 na Pós Graduação Lato Sensu (Especialização e Aperfeiçoamento) e ainda 800 discentes no maior programa de residência médica do Brasil. A instituição tem em seu quadro 935 docentes, sendo que 94,2% possuem título de doutor, um percentual que marca a qualidade de ensino oferecida pela Instituição. Em 1940, a universidade, então Escola Paulista de Medicina, inaugurou o Hospital São Paulo, primeiro hospital-escola do País, que hoje é o Hospital Universitário da Unifesp localizado no campus São Paulo, no bairro Vila Clementino. Ao longo de sua história, a Unifesp se consolidou como um dos principais centros de pesquisa e inovação da América Latina, tendo contribuído com 80.715 trabalhos de produção científica no período entre 2001 e 2009 em várias áreas do conhecimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário